sexta-feira, 31 de maio de 2019 2 comentários

Creme de limão- Evolution Mix

Resolvi voltar a dar uso a esta minha ajudante, tem estado encostada a um canto, pois eu sempre fui mulher de meter as mãos nos tachos, mas confesso que por vezes até se pode tornar bastante útil, como neste caso, em que não me apeteceu estar de volta do tacho a mexer à espera que o creme engrossasse, a máquina fez esse trabalho por mim... 😛
Fiz este creme de improviso, para gastar as gemas de um doce que fiz e que breve aqui irei mostrar, no qual acabei por utilizar este creme também e que, modéstia à parte, ficou uma maravilha! 😄
Então fiz assim:





Ingredientes:

9 gemas
3 colheres (sopa) de adoçante
1 limão (raspa e sumo)
200 ml de natas

Modo de preparação:

Coloque no copo da Evolution mix todos os ingredientes, feche e programe na velocidade 3, temperatura 0, durante 1 minuto para envolver tudo bem. Quando terminar o programa volte a programar na velocidade 2, temperatura 100, durante 6 minutos. No fim do programa transfira o creme para outro recipiente e deixe arrefecer. Está pronto a ser utilizado.

Método tradicional: Misture todos os ingredientes num tacho e leve ao lume sempre a mexer até engrossar.




Nota: Pode utilizar este creme para rechear ou cobrir bolos, para colocar em tartes, tortas, ou pode mesmo servir assim em tacinhas, é uma delícia. 
Se preferir por vez do limão pode utilizar laranja.

Bom apetite e bom fim de semana! Print Friendly and PDF
segunda-feira, 27 de maio de 2019 1 comentários

Limonada

Quando a vida nos dá limões o que é que fazemos? Limonada! 😄
Adoro e é tão raro fazer... Mas com tantos limões que me deram e depois de ver a receita que a Ana Rama publicou lá no Cantinho ficou decidido! Toca de ir para a cozinha. Já tinha feito limonada algumas vezes claro, mas nunca assim, nunca utilizando os limões inteiros. Devo dizer que faz toda a diferença, ficou divinal!



Ingredientes:

2 limões grandes
2 colheres (sopa) de açúcar amarelo
1 L de água
Gelo a gosto

Modo de preparação:

No processador coloque os limões bem lavados e o açúcar, triture durante um ou dois segundos (se gostar do sabor bem forte a limão pode triturar mais um pouco). Acrescente depois a água e misture. 
Coe para dentro de um jarro e sirva com bastante gelo.

Nota: Segundo a Ana também fica bom com folhas de hortelã (podem juntar no final ou triturar junto com os limões) e até podem juntar outras frutas a gosto (abacaxi por exemplo).

Bom apetite!

Print Friendly and PDF
sábado, 25 de maio de 2019 2 comentários

Arroz de alheira - A cozinhar com...

Deixo então a minha segunda participação no desafio. Fiquei curiosa com este arroz e como alheiras é raro faltar cá em casa (adoramos) resolvi experimentar. Só modifiquei duas coisinhas, como não tinha chouriço usei chourição e tive de acrescentar mais água para o arroz cozer como deve de ser sem se queimar porque estas alheiras devem ter bastante farinha e engrossaram logo o molho. De resto fiz tal e qual como a Ana. O resultado foi muito bom, gostei bastante. 😊



















Ingredientes:

Azeite q.b.
1 cebola pequena picada
2 dentes de alho picados
2 alheiras (de carne) sem pele
1/3 de um chouriço de carne (usei 8 rodelas de chourição)
2 colheres de sopa de polpa de tomate
2 chávenas de arroz
3 chávenas e meia de água quente (usei mais)
Sal q.b.

Modo de preparação:

Num tacho, coloque um fio de azeite generoso, a cebola picada e o alho também picado. Deixe refogar até a cebola ficar macia.
Adicione a alheira sem a pele e ligeiramente desfeita. Acrescente o chouriço partido aos bocadinhos e a polpa de tomate. Deixe cozinhar em lume brando durante uns 3 minutos. Mexa de vez em quando.
Junte o arroz e a água quente. Rectifique o sal (se necessário, pois tanto a alheira como o chouriço já dão um bom tempero). Misture bem.
Deixe levantar fervura e cozinhar durante 2 minutos em lume médio/alto, depois reduza o lume, tape o tacho e deixe cozinhar mais cerca de 15 minutos.
Sirva.


Clique na imagem para ver o desafio

Bom apetite!

Print Friendly and PDF
1 comentários

Esparguete à bolonhesa - A cozinhar com...

Mais uma vez, neste desafio, saiu o blog Recanto com tempero da nossa querida Ana G. Neves. E mais uma vez nos calhou a dificil tarefa de escolher algo para fazer no meio de tanta delícia... Confesso que não me conseguia mesmo decidir, até que num destes dias tirei carne picada para fazer para o jantar e pensei, "vamos ver o que a Ana nos sugere com este ingrediente". Assim que passei por esta receita ficou decidido. Não só se faz num abrir e fechar de olhos como no final ficou uma delícia! A repetir sem dúvida!
Então a receita diz assim:




















Ingredientes:

500 g de carne bovina picada
1 cebola (média)
2 dentes de alho
1 folha de louro
Azeite q.b. 
200 ml de polpa de tomate 
1 cubo de caldo de carne 
Queijo ralado q.b. (usei 4 queijos) 
Sal q.b. 
Pimenta preta q.b. 
Noz-moscada q.b. 
Orégãos secos q.b. 
400 g de esparguete
Água q.b.

Modo de preparação:

Numa panela com água a ferver, coloque 2 colheres de sopa de azeite e tempere com sal. 
Adicione o esparguete partido ao meio e deixe cozer conforme as instruções da embalagem (normalmente cerca de 10 a 12 minutos). Mexa bem para não colar. 
Descasque a cebola e os alhos. Pique ambos para um tacho e leve ao lume juntamente com a folha de louro e um fio generoso de azeite. Deixe refogar durante 5 minutos. 
Passado 5 minutos, junte a carne e mexa para fritar bem. 
Tempere com sal, pimenta e noz-moscada. 
Quando a carne ficar soltinha e com cor, junte a polpa de tomate e mexa. 
Dissolva o caldo de carne em 100 ml água morna e junte à carne. Envolva bem e deixe cozinhar entre 10 a 15 minutos até o molho ficar bem apurado. 



Depois do esparguete cozido, escorra-o.
Coloque o esparguete no prato, cubra com carne e finalize com queijo ralado. 
Sirva polvilhado com orégãos secos.


Carregue na imagem para ver o desafio

Bom apetite. Print Friendly and PDF
sexta-feira, 24 de maio de 2019 0 comentários

Tarte de lama do Mississipi

Mais uma receita que retirei do meu livro Sobremesas, Receitas práticas ilustradas passo a passo. Para os grandes apreciadores de chocolate, acreditem, têm mesmo de provar esta!! Que maravilha, simplesmente adorei!!



















Ingredientes:

Massa:

225 g de farinha (usei com fermento)
2 colheres (sopa) de cacau em pó
150 g de manteiga
2 colheres (sopa) de açúcar branco refinado (usei adoçante)
2 colheres (sopa) de água fria (não precisei)

Recheio:

175 g de manteiga
350 g de açúcar mascavado escuro (pus 200 g de açúcar amarelo)
4 ovos, ligeiramente batidos
4 colheres (sopa) de cacau em pó peneirado
150 g de chocolate negro
300 ml de natas simples
1 colher (chá) de essência de chocolate (não pus)

Cobertura:

425 g de natas espessas, batidas
Flocos e raspas de chocolate

Modo de preparação:

Para preparar a massa, peneire a farinha e o cacau em pó para uma tigela. Adicione a manteiga com as pontas dos dedos até que o preparado pareça pão ralado fino. Acrescente açúcar e água fria suficientes para obter uma massa macia (eu não precisei de adicionar água pois assim que deitei a manteiga, amolecida no microondas, ao misturar fiquei logo com uma massa macia). Leve ao frigorífico durante 15 minutos.
Tenda a massa  numa superfície de trabalho ligeiramente enfarinhada e forre depois uma forma de tarte de fundo destacável. Forre com papel vegetal e encha com feijões. Leve ao forno previamente aquecido a 190º C durante 15 minutos. Retire os feijões e o papel e coza por mais 10 minutos, até ficar estaladiça.
Entretanto prepare o recheio. Batendo sempre, misture a manteiga e o açúcar numa tigela e vá adicionando os ovos e o cacau em pó. Derreta o chocolate e adicione-o à mistura com as natas e a essência de chocolate (não usei), batendo sempre. Deite esta mistura na forma de massa cozinhada e leve ao forno a 160º C, durante 45 minutos ou até que o recheio fique firme.
Deixe arrefecer e depois, se preferir, coloque a tarte num prato de servir.




Cubra com as natas batidas e leve ao frigorífico para que fique mais fria.
Guarneça a tarte com flocos e raspas de chocolate e leve ao frigorífico antes de servir.




Bom apetite e bom fim de semana.

Print Friendly and PDF
segunda-feira, 20 de maio de 2019 1 comentários

Bifes de perú com amendoim

Mais uma receita da minha querida Ana Rama que tive de experimentar e que ficou aprovadíssima!
Nunca tinha experimentado colocar manteiga de amendoim na comida e confesso que gostei imenso, será repetida com certeza!
A receita original podem ver aqui na CakeDiction e é assim:




Ingredientes (eu fiz mais quantidade):

8 bifes de peru cortados em tiras ou pedacinhos pequenos (pus inteiros)
3 dentes de alho picados
4 colheres de sopa de molho de soja
4 colheres de sopa de azeite
4 colheres de sopa de manteiga de Amendoim
2 chávenas de leite
Sal e pimenta a gosto
Cebolinho ou salsa picada a gosto

Modo de preparação:

Tempere o peru com o sal, pimenta moída, molho de soja e os alhos picados e deixe a tomar gosto pelo menos 15 minutos. 
Numa frigideira larga aqueça o azeite e deixe dourar a carne. 
Enquanto isso, junte num frasco que tenha tampa, a manteiga de amendoim e o leite. Feche o frasco e misture energicamente.
Junte esta mistura à carne na frigideira deixe cozinhar até o molho engrossar um pouco. 
Na taça ou travessa de servir, salpique com salsa ou cebolinho picado.
Eu servi com quinoa e bulgur.




Bom apetite.

Print Friendly and PDF
sexta-feira, 17 de maio de 2019 1 comentários

Raia de cebolada

Mais uma forma de cozinhar raia, nunca tinha feito assim e resolvi experimentar. Ficou uma delicia. 😉


Ingredientes:

1 raia cortada para fritar
2 cebolas grandes
3 dentes de alho
150 ml de azeite
100 ml de vinho tinto
1 folha de louro
1 colher (sobremesa) de paprika
1 colher (café) de piripiri em pó
2 colheres (sopa) de polpa de tomate
100 ml de água
Sal a gosto

Modo de preparação:

Numa frigideira deite a cebola cortada em rodelas, os alhos laminados e distribua por cima a raia. Tempere com os restantes ingredientes e regue com o azeite, o vinho e a água.
Leve ao lume até que a raia fique cozida. 
Sirva com batatas fitas ás rodelas ou outro acompanhamento a gosto.


Bom apetite e bom fim de semana.
Print Friendly and PDF
segunda-feira, 13 de maio de 2019 3 comentários

Tarte melada

Mais um jantar entre amigos e mais um bolinho que saiu da minha cozinha feito com a ajuda da princesinha. Esta retirei do meu livro Sobremesas, Receitas práticas ilustradas passo a passo. Fiz algumas alterações, a massa em vez de ser de compra fiz caseira (receita aqui) e em vez do xarope de melaço usei mel que era o que tinha. Para quem aprecia o sabor do mel é a não perder, ficou uma maravilha! 😊



Ingredientes:

Massa

100 g açúcar
140 g manteiga fria
280 g farinha
1 pitada de sal
1 ovo

Recheio

350 g de xarope de melaço claro (usei 200 g de mel)
125 g de pão ralado no momento (usei de compra)
125 g de natas espessas
Casca ralada de 1/2 limão ou laranja (usei laranja)
2 colheres (sopa) de sumo de limão ou laranja (usei laranja)

Modo de preparação:

Para a massa:

Misture o açúcar com a farinha e o sal. Junte a manteiga e misture até obter uma consistência arenosa. Adicione o ovo e misture novamente. Verta o conteúdo sobre a mesa e amasse a massa com as mãos até obter uma bola.
Coloque entre duas folhas de papel vegetal e pressione para achatar a massa um pouco e coloque no frigorífico no mínimo durante 30 minutos antes de a utilizar.

Para o recheio e montagem:

Misture numa tigela o xarope de melaço claro (mel), o pão ralado, as natas e as raspas e sumo de limão ou de laranja.
Estenda a massa  numa superfície ligeiramente polvilhada de farinha e forre com ela uma tarteira de fundo removível reservando as aparas de massa. 
Deite a mistura na forma e, com as apara de massa, corte figuras como folhas, estrelas ou corações e decore a tarte.



Leve ao forno pré aquecido a 190º C durante 35-40 minutos ou até que o recheio fique firme.
Deixe arrefecer antes de desenformar.



Na receita aconselham a servir esta tarte morna com leite creme caseiro, mas eu servi assim simples e fria. 



Nota: Como sobrou ainda alguma massa, fizemos bolachinhas (ver primeira foto). 

Bom apetite.
Print Friendly and PDF
sexta-feira, 10 de maio de 2019 2 comentários

Bifes de perú com molho de mostarda

Pedi esta receita emprestada aqui a este cantinho. Mais uma forma de fazer bifes (que tanto podem ser de perú como outros) e que fica verdadeiramente delíciosa. A repetir!



Ingredientes:

6 bifes de perú
100 ml de azeite
2 dentes de alho
10 ml de leite
3 colheres (sopa) bem cheias de mostarda
1/2 limão (sumo)
Sal a gosto

Modo de preparação:

Tempere os bifes com sal, alho e sumo de limão e deixe estar uns minutos.
Numa frigideira coloque um pouco de azeite e frite os bifes. Depois de fritos retire e reserve-os.
Coloque a mostarda e o leite na frigideira e deixe ferver um pouco. Volte a colocar os bifes no molho e deixe ficar por uns 2 minutos.
Sirva de imediato. Eu servi com quinoa e bulgur.




Bom apetite e bom fim de semana. Print Friendly and PDF
segunda-feira, 6 de maio de 2019 2 comentários

Almôndegas da Ratolinha

Com certeza não adivinham de onde retirei esta receita...😛
Sim foi do cantinho da ratola mai linda da blogosfera! Andava eu à procura de uma receita de almôndegas diferente para fazer quando me deparei com a dela, ficou logo decidido claro!
A receita podem ver aqui e posso dizer que ficou uma delícia. 




Ingredientes:

500/600 g de carne de vaca picada
1 cebola
2 dentes de alho
1 raminho salsa
1 ovo
4 colheres (sopa) pão ralado
200 ml vinho branco
200 ml polpa tomate
Sal, pimenta e piri-piri a gosto
2 folhas de louro
Azeite, farinha e noz moscada a gosto

Modo de preparação:

Começar por picar a cebola bem picadinha, assim como o alho, e a salsa.
Juntar à carne picada, temperar com sal, pimenta e misturar tudo com as mãos.
Juntar o ovo e o pão ralado, e mexer mais um pouco para ficar tudo bem misturado.
Moldar as almôndegas com as mãos, fazendo bolinhas.
Depois passar por farinha e reservar.
Numa frigideira ou tacho de preferência anti-aderente, colocar azeite a tapar o fundo e as folhas de loureiro , e levar ao lume. Assim que estiver quente, colocar as almôndegas para dourarem e selarem os sucos, virando-as.
Acrescentar de seguida o vinho e a polpa de tomate e deixar cozinhar em lume brando, virando as almôndegas com cuidado para que cozinhem de ambos os lados. Acrescentar cerca de 100 ml de água.Temperar com sal, piri-piri a gosto e uns pozinhos de noz moscada. Demora cerca de 25/30 minutos. 



Enfeitar com salsa. Sirva de seguida. Eu servi com esparguete.

Bom apetite.


Print Friendly and PDF
sexta-feira, 3 de maio de 2019 1 comentários

Bolo de laranja molhadinho

Quando vi esta receita guardei-a logo pois soube que, mais tarde ou mais cedo, teria de a experimentar! Bem dito e bem feito, foi confeccionado, provado e aprovado, uma verdadeira delícia mas reduzi bastante em alguns ingredientes para não ficar um bolo demasiado grande nem demasiado doce. 
O resultado foi realmente perfeito! 😊



Ingredientes:

3 colheres (sopa) de manteiga
3 ovos
1 chávena (chá) de açúcar
1 chávena (chá) de farinha de trigo
1 chávena (chá) de sumo de laranja
1 colher (chá) de fermento em pó

1 chávena (chá) de sumo de laranja para regar o bolo
Côco ralado para enfeitar

Modo de preparação:

Misture os ovos, a manteiga e o açúcar.
Quando a nossa massa estiver bem misturada e esbranquiçada, acrescente a farinha. De seguida, junte o sumo de laranja e o fermento, mexendo bem. 
Unte uma forma com manteiga e forre com papel vegetal.
Deite a massa e leve ao forno, por uns 45 minutos, eu cozi na patusca por isso não sei dizer a temperatura, mas no forno costumo cozer sempre a 180º C. Durante este período, evite abri-lo, para não correr o risco de solar.
Para saber se está pronto, fure a massa com um palito ou garfo: se sair limpinho pode desligar o forno.
Retire o bolo do forno, desenforme e regue com o sumo de laranja. Se quiser dar um toque especial, junte duas colheres de sobremesa de Cointreau ao sumo. 
É importante que você regue o bolo ainda quente.
No fim enfeite com o côco ralado.



Bom apetite e bom fim de semana. Print Friendly and PDF

Número total de visualizações de página

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
;