segunda-feira, 1 de junho de 2020 0 comentários

Empadão de bacalhau à Tia Eugénia

Retirei esta receita de uma revista Teleculinária já bem antiga. Esta foi para participar num desafio lá no cantinho. É uma receita bem rápida de fazer e fica mesmo boa! Só achei um pouco seco, uma vez que não leva molhos nem nada, mas de sabor estava excelente. Será para repetir, talvez numa versão um pouco diferente! 😉
Deixo então a receita:



















Ingredientes:

1,2 kg de batatas
1 molho de grelos de nabo (usei espinafres)
4 postas de bacalhau demolhadas
4 dentes de alho (usei alho em pó)
1,5 dl de azeite
Sal q.b.

Modo de preparação:

Coza o bacalhau juntamente com as batatas e os grelos (usei espinafres, mas não os cozi). Depois escorra-os, reservando um pouco da água. Desfie o bacalhau.
Passe as batatas e faça com elas um puré, sem juntar gordura, mas adicionando um pouco da água onde cozeram.
Num tabuleiro disponha metade do puré e alise, por cima espalhe os grelos (coloquei os espinafres em cru) e, sobre estes, o bacalhau. Espalhe em seguida os alhos picadinhos, cubra tudo com o restante puré de batata e alise bem.
Regue com o azeite e, com um garfo, pique tudo. Leve ao forno bastante quente até alourar.
Sirva.

Bom apetite e boa semana. Print Friendly and PDF
sexta-feira, 29 de maio de 2020 0 comentários

Bolo de iogurte grego com mirtillos

Tinha aqui metade de um balde de iogurte e então para acabar com ele e evitar que se estragasse lá me pus a inventar mais um bocadito... 😅
O resultado foi um bolinho super fôfo e com um sabor maravilhoso.Ficou aprovadissimo e será para repetir quem sabe noutras versões também... 😁
Fiz assim:



















Ingredientes:

2 chávenas e meia de iogurte grego
4 ovos
2 chávenas de açúcar amarelo
3 chávenas de farinha com fermento
1 chávena de óleo
1 colher (chá) de fermento
Aroma de baunilha a gosto
100 g de mirtillos

Capacidade da chávena que utilizei: 230 ml


Modo de preparação:

Pré aqueça o forno a 180º C.
Numa taça coloque o iogurte, os ovos, o açúcar e o óleo, misture bem. Adicione depois a farinha, o fermento e a baunilha e misture novamente muito bem. Por fim deite os mirtilhos e mexa para que se espalhem pela massa.
Deite a massa numa forma untada e enfarinhada e leve ao forno por cerca de 50 minutos ou até que quando espete o palito ele saia limpo.



Deixe arrefecer um pouco e desenforme.



Bom apetite e bom fim de semana. Print Friendly and PDF
segunda-feira, 25 de maio de 2020 1 comentários

Pães de deus

Confesso que quando vi esta receita da minha querida Ratolinha, tive de a guardar. Para mim, o pão de deus não pode ter uma massa muito seca, senão já não como, mas esta parecia ser mesmo ao meu gosto e não me enganei, aliás vindo dali só podia ser coisa boa mesmo! Escusado será dizer que tiveram uma duração muito curta cá por casa.
Eu fiz apenas metade da receita e, em metade dos pães, não coloquei côco porque o meu marido não gosta. Podem ver a receita dela aqui, mas deixo também aqui na mesma.



















Ingredientes:

Massa:

600 g farinha de trigo sem fermento
2 ovos
9 g fermento (de padeiro) em pó (usei da marca fermipan)-se usar outro tipo de fermento de padeiro tem de ajustar a quantidade para 600 g de farinha
250 ml  de leite meio gordo
60 g de margarina
100 g de açúcar
Sal q.b.
Aroma baunilha

Cobertura:

120 g de coco ralado
100 g de açúcar
50 g de margarina 
2 ovos pequenos
50 ml de água
1 ovo para pincelar
Açúcar em pó


Preparação:

Amornar o leite, juntar o fermento em pó, misturar e colocar a margarina. Reservar.
Colocar os restantes ingredientes na taça para amassar e a mistura de leite também. 
Amassar cerca de 10 minutos.


Deixar levedar na taça tapando-a com película aderente.



Depois de levedada transferir a massa para a bancada polvilhada com farinha e juntar mais farinha, amassando sempre até que descole das mãos e da bancada.
Formar bolinhas (do mesmo tamanho) e colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal. Tapar com um pano e deixar levedar.



Enquanto levedam prepara-se a cobertura:
Numa tigela colocar o coco, juntar a água e a margarina e misturar. De seguida juntar o açúcar e os 2 ovos ligeiramente batidos. Envolver tudo (fica uma pasta mole), se ficar demasiado mole acrescentar mais um pouco de coco, para que fique com a textura que se vê no vídeo.
Depois das bolinhas levedadas pincelar com ovo batido e colocar em cima delas com a ajuda de uma colher ou com as mãos uma porção da pasta de coco.
Levar a cozer em forno pré-aquecido a 190º C.



Quando estiverem cozidas, retirar do forno e polvilhar com açúcar em pó.
Deixar arrefecer em cima de uma rede.



Nem a piolha conseguiu resistir... 😄



Bom apetite e boa semana.
Print Friendly and PDF
sexta-feira, 22 de maio de 2020 0 comentários

Batatas assadas no forno

Fiz um rolo de carne no forno para o jantar de um destes dias, então resolvi aproveitar o forno para fazer também o acompanhamento. Há imenso tempo que não fazia batatas assadas e por isso resolvi procurar uma receita que me agradasse. Decidi-me por esta que vi aqui, simples, com poucos ingredientes, tal com o eu gosto e, acreditem, deliciosas! Serão repetidas! 😋
Deixo então a receita.




Ingredientes:

 1 kg de batatas
 1 copo pequeno de água
 1 copo pequeno de vinho branco
 1 colher de chá de alho moído
 1 colher de chá de paprika doce ou picante
 1 colher de chá de orégãos
 1 fio de azeite
 ½ colher de chá de sal

Modo de preparação:

Prepare o tempero para batata assada misturando numa taça o vinho com um fio de azeite. Em seguida coloque o alho, a paprika, os orégãos e o sal e misture muito bem.



Descasque as batatas, corte em cubos e coloque na taça do tempero. Misture muito bem e, se o tempero não for suficiente para misturar bem nas batatas coloque um pouco mais de azeite.
Reserve as batatas temperadas por 30 minutos, mexendo de vez em quando, para pegar melhor o sabor dos temperos (eu não esperei, coloquei logo no forno).



Ligue o forno a 180ºC e coloque as batatas num refractário (não precisa untar). Quando o forno estiver quente coloque as batatas assando até ficarem macias e douradas - cerca de 30-40 minutos, dependendo do tamanho da batata.
Se o seu forno tiver ventilação ligue-a para conseguir uma batata mais sequinha e crocante.

Nota: Eu segui a dica e coloquei também umas nozes de manteiga por cima das batatas antes de as colocar no forno.

Bom apetite e bom fim de semana.

FIQUEM EM CASA!!🙏 Print Friendly and PDF
segunda-feira, 18 de maio de 2020 0 comentários

Pica pau à minha moda

Por vezes não há mesmo tempo nem paciência para estar enfiada na cozinha... Há dias e dias... Nesses casos são receitas como esta que nos salvam. Rápidas de fazer, por serem tão simples, mas deliciosas. Um pouco de pão, pois estes molhinhos nunca dispensam, e uma sopinha para acompanhar e está perfeito! 😉
Heis como fiz:


Ingredientes:

4 febras de porco
1 lata de cogumelos inteiros
3 dentes de alho laminados
1 folha de louro
150 ml de azeite
100 ml de vinho branco
Sal a gosto
Pimenta preta moída a gosto
1 colher (sobremesa) de pimentão doce
1 colher (sopa) mal cheia de farinha

Modo de preparação:

Corte as febras em tiras e coloque dentro de uma frigideira. Adicione depois os restantes ingredientes, excepto a farinha, e deixe cozinhar.
Quando a carne estiver cozida, polvilhe então com a farinha e deixe cozinhar por mais um minuto.
Sirva de seguida.

Bom apetite e boa semana.

FIQUE EM CASA!! 🙏 Print Friendly and PDF
sexta-feira, 15 de maio de 2020 0 comentários

Arroz doce cremoso da Eugénia

Eu sou doida por arroz doce, quem me conhece sabe bem. É sem dúvida uma das minhas sobremesas favoritas, tanto que já tenho umas poucas de versões aqui no blog. Adoro, principalmente quando ele fica super cremoso, é uma perdição! É o caso deste arroz que foi a minha Eugénia mai fôfa que me ensinou a fazer. A versão dela leva laranja, mas eu utilizei o limão na mesma, embora também já tenha provado uma vez com a laranja e adorei, fica maravilhoso, mas desta vez apeteceu-me o tradicional. Ela usa também leite gordo para fazer esta receita mas eu como me esqueci de o comprar (como não é hábito utilizar) usei meio gordo. Mas quero voltar a experimentar com o gordo pois a Eugénia diz que faz toda a diferença. Mesmo assim posso-vos garantir que este arroz doce fica divinal e será feito muitas vezes por aqui! Este foi feito para celebrar o dia da mãe... 😊



Ingredientes:

1,5 l de leite gordo (usei meio gordo)
130 g de arroz carolino
125 g de açúcar (usei amarelo)
Casca de 1 laranja (usei limão)
2 paus de canela
1 pitada de sal
Canela em pó a gosto

Modo de preparação:

Num tacho coloque o leite, o arroz, a casca de laranja, os paus de canela e o sal. Deixe cozer até que reduza o leite e fique bem cremoso. Acrescente o açúcar, misture bem e deixe ferver mais um pouco. Transfira para uma travessa de servir, deixe arrefecer e enfeite a gosto com canela em pó.



Bom apetite e bom fim de semana.

FIQUEM EM CASA!!🙏
Print Friendly and PDF
segunda-feira, 11 de maio de 2020 1 comentários

Pães de alho

Mais uma forma de fazer pão de alho, esta utilizando esta massa versátil que já aqui fiz mas em forma de bagels. A ideia foi-me dada pela Ana Antunes, lá no Cantinho do costume, que também os fez, só que eu resolvi fazer de forma um pouco diferente dos dela.
Estes pãezinhos até ficaram bons mas, pessoalmente, prefiro pão de alho do género destes que já aqui fiz, para mim ficam muito mais saborosos. Por outro lado, o meu marido adorou esta receita por isso acho que vou ter de a repetir eventualmente... 😅
Então fiz assim:



















Ingredientes:

1 medida de iogurte grego
1 1/3 medida de farinha com fermento
Sal a gosto
50 g de manteiga com sal à temperatura ambiente
2 dentes de alho picadinhos
Orégãos a gosto

Nota: A medida é à sua escolha, pode ser uma caneca ou outra, mas tem de usar a mesma para ambos os ingredientes.

Modo de preparação:

Numa tigela misture a farinha com o iogurte e o sal. Amasse até que fique tudo bem misturado. Reserve.
Noutro recipiente misture bem a manteiga com o alho e os orégãos.
Estenda a massa por forma a obter um rectângulo.
Espalhe por cima a manteiga tendo o cuidado de deixar uma borda a toda a volta.


Enrole a massa como se fosse uma torta. Corte-a em pedaços mais pequenos e coloque-os num tabuleiro.


Leve ao forno pré aquecido a 180º C até que cozam e fiquem douradinhos.
Coma ainda quentes ou frios, como preferir.

Bom apetite e boa semana.

FIQUEM EM CASA!!🙏 Print Friendly and PDF
sábado, 9 de maio de 2020 0 comentários

Lombo de porco recheado

Há imenso tempo que não fazia um lombo recheado cá em casa. E como tinha retirado um para o almoço, resolvi então fazer. Inspirei-me numa receita de carne de porco marinada que vem no livro Receitas à moda antiga, Cozinha de ontem para gente de hoje. Na verdade aproveitei apenas o recheio, que foi ligeiramente modificado porque não tinha alguns dos ingredientes, pois a carne no final era apenas cozida, para conservar, e eu queria fazer assado no forno. 
Ficou muito bom. 😊
Fiz assim:



















Ingredientes:

1 lombo de porco
1 cebola
150 ml de azeite
150 ml de vinho branco
Sal e pimenta a gosto

Recheio:

85 g de miolo de pão esfarelado
1 limão - raspa
100 g de nozes picadas
3 colheres (sopa) de salsa picada
1 cebola pequena cortada em pedaços
1/2 colher (chá) rasa de noz moscada ralada
1/2 colher (chá) rasa de sal
1/2 colher (chá) rasa de pimenta em pó
1 ovo

Modo de preparação:

Num processador de cozinha ou picadora, coloque todos os ingredientes para o recheio e triture até ficar com uma pasta.



Corte o lombo de forma a abri-lo para ser recheado. Para isso dê-lhe um corte no meio quase até ao fim mas sem lá chegar.


Depois dê outro corte do centro (mais ou menos a meio) para cada lado, sempre sem chegar ao fim. Abra o lombo como se fosse um livro.



Espalhe todo o recheio por cima do lombo, tendo o cuidado de deixar uma margem a toda a volta para evitar que o recheio saia ao enrolar.


Enrole então com cuidado como se fosse uma torta.



Depois de enrolado ate o lombo com fio de cozinha ou, na falta deste (que foi o meu caso) prenda com a ajuda de palitos.


Num tabuleiro espalhe a cebola cortada em rodelas e coloque o lombo por cima. Tempere de sal e pimenta e regue com o azeite e o vinho branco.


Leve a assar em forno pré aquecido a 180º C por cerca de 60 minutos ou até que fique bem dourado e que veja que já está bem assado. Se vir que está a secar muito acrescente um pouco de água ao molho.
Retire do forno, deixe repousar um pouco e retira o fio ou os palitos. Corte em fatias não muito grossas e sirva.


Eu servi com arroz e esparregado de bróculos.


Bom apetite e bom fim de semana.

FIQUEM EM CASA!! 🙏

Print Friendly and PDF

Número total de visualizações de página

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
;